Arquivo

Archive for the ‘Chocolate’ Category

Chocotejas Helena – um bombom muito bom!

Vejam a beleza interior da Chocoteja Helena:

Chocoteja de pecana

Chocoteja de pecana

De dentro pra fora: tem doce de leite no centro, nozes pecãs e cobertura de chocolate!

Agora uma visão mais superficial:

Chocoteja de pecana

Chocoteja de pecana

Eu ganhei um monte, mas só lembrei de tirar foto quando só restavam esses!

A marca Helena é peruana e faz várias versões deste bombom. Eu já comi todos, mas este de nozes é meu favorito!

Vai pro Perú? Dá uma olhada nas tiendas da Helena: http://www.chocolateshelena.com/

 

Categorias:Chocolate, doces, Imperdiveis, Peruanos Etiquetas:

Comendo em Ushuaia – Bodegón Fueguino e Laguna Negra

Após infinitas horas de viagem, chegamos à Ushuaia morrendo de fome.

Saímos pela avenida San Martin, que é a principal da cidade e demos de cara com o Bodegón Fueguino (que estava na minha listinha).

Foi a nossa estréia com a centolla, que é um super caranguejo de águas frias:

Salada de centolla ao natural do Bodegon Fueguino

Salada de centolla ao natural do Bodegon Fueguino

Depois dividimos uma carinha com batatas:

Bife de chorizo com papas fritas

Bife de chorizo com papas fritas

A saladinha tava boa, mas a carne tava duraaaaa! Sorte que batata frita não tem erro, né! Salvou a pátria!

 

Ah, a gente foi durante o Carnaval, ou seja, tava um frio de rachar! Então, a certa hora da tarde, a única coisa que eu pensava era num chocolate quente…eis que surgiu, também na San Martin, a chocolateria Laguna Negra, el chocolate del fin del mundo:

Rama de chocolate, café e chocolate quente no Laguna Negra

Rama de chocolate, café e chocolate quente no Laguna Negra

O Laguna também é ótimo para comprar umas lembrancinhas! Eu trouxe chocolates diversos e geléias típicas! 🙂

 

Restaurante Bodegón Fueguino
Avenida San Martin 859
Ushuaia, Argentina

Laguna Negra
Avenida San Martín 513
Ushuaia, Argentina

 

Gostosuras e travessuras – chocolates

Não somos chocólatras, mas queremos sempre mais e mais chocolates. Nesta ânsia, acabamos esbarrando em coisas bacanas e outras nem tanto…vejam só:

1) Barra da marca suiça Lindt com cristais de sal. Estranhinho na primeira mordida, mas bacana depois…tem no supermercado Pão de Açúcar.

Lindt Sea Salt - chocolate com flor de sal

Lindt Sea Salt – chocolate com flor de sal

O melhor sabor de Ferrero Rocher que já comi: Rondnoir. Como diz o nome, é uma versão meio amarga do bombom super bom. Outra diferença, o recheio é só creminho, não tem aquela avelã no meio.

Ferreiro Rocher Rondnoir

Ferreiro Rocher Rondnoir

Por fim, uma barra da La Maison du Chocolat, marca francesa de chocolates ultra finos. Vejam bem…é 100% cacau, ou seja, é INSUPORTÁVEL! Pro meu paladar, passou de 85% fica intragável, mas só tinha uma maneira de saber isso, né?! Provando! Agora dá pra dizer com propriedade: HORRíVEL! 🙂

Maison du Chocolat 100% cacao

Maison du Chocolat 100% cacao

A melhor trufa de chocolate do mundo!

Hoje, nosso post é em homenagem aos chocólatras!

Essa cabeça de gordo que vos escreve vive procurando o melhor de tudo: a melhor feijoada, o melhor tiramissú, o melhor steak tartar… E é claro que chocolate também está na lista.

Em uma viagem à Nova York, andando por Wall Street, descobri essa cara, porém, excelente chocolateria: La Maison du Chocolat!

Trata-se de uma casa francesa, como se pode perceber pelo nome.

Recentemente, voltei lá, dessa vez com minha companheira de loucuras gastronômicas, e fizemos uma “pausa para um café”:

Café com meio “Bis”!

Bis é uma tremenda sacanagem com esse simpático wafer.

Mas, não foi pelo café que começamos. Não queríamos interferir no paladar.

Nós começamos mesmo foi com um belíssimo bolo de chocolate:

Forte concorrente ao título de melhor bolo de chocolate do mundo!

Por outro ângulo, pois esse merece!

Também não poderíamos fazer economia nesta oportunidade rara: pedimos uma bomba de chocolate!

Éclair au chocolat

E duas trufinhas para finalizar:

A, veja bem, eu disse “A”, Trufa!

Essa, eu me arrisco a dizer: a melhor trufa de chocolate do mundo! Podem provar, pois essa é de comer de joelhos!

A bomba de chocolate também foi uma surpresa: a massa era crocante, sequinha, sem se deixar contaminar pela umidade do creme. Este por sua vez, vinha na medida. Simplesmente perfeito! E a cobertura de chocolate amargo, nem preciso dizer que estava fantástica, né? Afinal, chocolate é a especialidade deles! Na mordida, você sente o contraste dos três itens. Indescritível!

O bolo não era apenas bonito. Estava delicioso!

Enfim, momentos inesquecíveis! Mas, o destaque foram mesmo as trufas!

O único problema é o preço: uma caixinha com cerca de 210 gramas sai pela bagatela de 51 dólares!

A bomba de chocolate custa US$ 6,50, o bolo “Salon Cake Delice” US$ 8,00, cada trufa avulsa US$ 2,25, e o café US$ 3,50. A esses valores, podem adicionar 8% de impostos e 15% de serviços.

Caso tenham a oportunidade de fazer uma visitinha, eles tinham 3 unidades em Manhattan:

1018 Madison avenue, New York
30 Rockefeller Center, New York
63 Wall Street, New York

Dessas 3, recomendo a da Madison, que é mais bonita e tranquila. Na de Wall Street, não há espaço para você sentar e provar os doces. No Rockefeller Center, não lembro. Mas, na Madison é certeza que tem!

Se você tem alguma recomendação de outras chocolaterias fantásticas, pode comentar aqui, mandar pelo twitter (@EstomagoFeliz) ou pela nossa Fan Page no Facebook!

Gostosuras e travessuras – Tim Tam

Nem só de comidas e refeições decentes vive o homem! Por isso, na série Gostosuras e travessuras, vai ter muito engorditos imperdíveis!

O primeiro é o TIM TAM. Que foi amor à primeira vista!

Se você gosta de bolacha, precisa conhecer a Tim Tam da australiana Arnott’s. (engraçado, chamei de bolacha, mas fiquei com um remorsinho pq ela é muito mais que isso!).

Infelizmente, a Arnott’s não vende o verdadeiro Tim Tam fora da Oceania, massss, sabendo de algum amigo, primo ou conhecido de Facebook que esteja voltando de viagem, não deixe de pedir essa lembrancinha!

Pra vcs terem uma ideia de como o negócio é bom e viciante, na Nova Zelândia tinha uma rede de supermercados que fazia uma super promoção de Tim Tam às quartas-feiras. Você comprava um pacote e ganhava outro. O resultado eram filas e braços cheios de quantos pacotes desse pra carregar.

Uma curiosidade e também um quebra-galho: como eu disse, a Arnott’s não vende o verdadeiro Tim Tam fora da Oceania, mas vende um falso! É estranho, mas a própria empresa faz uma versão B da bolacha carro-chefe da própria marca. Esse piratão autêntico é feito especialmente pro mercado asiático, com foco na China. (um amigo chinês me disse que isso foi uma ação inteligente pra evitar que os chineses fizessem o piratão primeiro!).

Bem, mas a questão é que esse Tim Tam asiático pode ser encontrado, de vez em quando, no Wal-Mart e Sam’s Club. Não só aqui no Brasil, mas em outros países também. Já encontramos no Canadá e na Colômbia.

Vejam a carinha do TIM TAM:

TIM TAM – o genérico

Além de comer tradicionalmente, tente o TIM TAM BOMB, que nada mais é que uma maneira bem divertida e sujadoura de comer essa maravilha do mundo!  Veja só esse vídeo da Jennifer Love Hewitt perfomando o TIM TAM SLAM, que é a mesmissima coisa!

Se acharem em algum outro lugar aqui em SP, me avisem, pelamordedeus!

Categorias:Chocolate, Imperdiveis