Arquivo

Archive for Agosto, 2013

Marie et Marie – ‘unboxing’ do bolo de maçã!

31/08/2013 1 comentário

Lembra da modinha do unboxing de celulares, computadores e etc? (ok, isso denuncia a idade digital da pessoa!)

Fui na onda e fiz um unboxing do bolo de maçã da Marie et Marie que ganhei de uma amiga!

Como falar de boca cheia é feio, as imagens falarão por si:

Marie et Marie - bolo de maçã

Marie et Marie – bolo de maçã

Marie et Marie - bolo de maçã

Marie et Marie – bolo de maçã

Marie et Marie - bolo de maçã

Marie et Marie – bolo de maçã

Marie et Marie - bolo de maçã

Marie et Marie – bolo de maçã

Marie et Marie - bolo de maçã

Marie et Marie – bolo de maçã

 

Só pra registrar: esse bolo é gostosinho, molhadinho, com pedacinhos de maçã, todo delícia!

Nesse friozinho, com um chazinho, encolhidinha no sofá e na frente da TV com uma coberta xadrez! Perfeito!

Repare que a caixa é bem bonita, uma ótima opção de presente! (E dá pra comprar pela internet!)

 

Marie et Marie
Let´s have more cake!

 

Anúncios

Resumo das férias em Montevidéu!

Fui desfazendo as malas e juntando as ‘lembrancinhas’ na mesa da sala…

Aí me peguei com tuuudo isso:

Gordices de Montevidéu!

Gordices de Montevidéu!

Verdade que nem tudo ficou em casa, a gente bem que distribuiu parte pra família e amigos. Massss, mesmo assim, é gordice demais da conta!

Aproveitando, fica a dica do que vale comprar nos mercadinho em Montevidéu:

Alfajor Coco Late: imagina um sanduíche de doce de leite, sendo que um pão é de cocada e o outro de biscoito macio! Super bom e diferente!

Alfajor Juanito´s: alfajor é feito de uma massa que mais lembra um bolinho ou um cookie daquele tipo americano bem macio, sabe?! Vale mucho!

Alfajor Marley: na internet, tem um monte de gente dizendo que é ótimo. Eu digo: “só que não!”.

Alfajor Sierras de Minas: é a marca mais antiga do Uruguai. E é realmente gostoso. Eu gostei mais do coberto com açúcar. O com chocolate é comum.

Dulce de leche Conaprole com crema: é menos doce que o doce de leite tradicional e a consistência é bem cremosinha! Curti!

Refri Paso de los Toros: surpreendentemente não é da Coca Cola, e sim da Pepsi. O sabor é pomelo, aquela fruta meio laranja, meio limão. Adoro!

Milka: não tem nada demais, contudo, achei bem simpático este que diz ‘gracias’. E como vivo pedindo favores lá no escritório…oportuno, né!

Toblerone de amêndoas crunchy:  as pessoas amam ou odeiam toblerone. Eu odeio! Mas trouxe tuuudo isso pro meu cunhado que amaaaa por todos nós!

– Coisas da Punta Ballena e LaPataia: são bons presentes! Tragam para os amigos! (obs: Punta Ballena vende no Pão de Açúcar tbém, viu!)

Buen viaje!

Categorias:Uruguaios Etiquetas:, ,

Conhece o chivito? Conhece sim!

Nem vou fazer suspense: Chivito uruguaio = X-tudo brasileiro! (só trocar o hambúrguer por um bifão)

Mesmo sabendo disso, tinha a esperança de encontrar algo levemente diferente, sei lá…um tempero, um item inesperado, um pão interessante…

Bem, vejamos as evidências:

Sarmiento Chiviteria - a descrição

Sarmiento Chiviteria – a descrição

Pedimos o chivito completo com batatas fritas:

Chivito + batatas fritas

Chivito + batatas fritas

Agora em detalhes:

Chivito completo - dá pra 2!

Chivito completo – dá pra 2!

Chivito completo - Alface, tomate, bacon, presunto, azeitonas, ovo, pimentão, muçarela e maionese.

Chivito completo – Alface, tomate, bacon, presunto, azeitonas, ovo, pimentão, muçarela e maionese.

Então, não tem nada de diferente. Nem os temperos, nem os itens, nem mesmo o pão!

Mesmo assim, vale provar. O completo saiu cerca de R$25, lembrando que tem a batata frita e que dá pra dividir.

Chiviteria Sarmiento
Calle Sarmiento, 895 com Calle Luis de la Torre
Bairro Pocitos
Montevidéu

Comendo em Montevidéu – El Palenque no Mercado del Puerto

O Mercado del Puerto não é um mercado propriamente. Mas sim um super espaço charmoso que abriga diversos restaurantes.

Como tinha muitas opções e apenas uma oportunidade pra comer por lá, pesquisei super…blogs, guias, enquete com os amigos e, por fim, decidi pelo restaurante El Palenque.

Mas chegando lá, deu vontade de comer em quase todos! Ainda mais com os senhorzinhos ultra simpáticos (leia-se marketeiros até…) te oferecendo as especialidades das casas e até provinhas do medio y medio que é uma coisa muito montevidense: meio espumante, meio vinho branco. Achei doce por inteiro, se me permitem o trocadilho meio sem graça.

Já no El Palenque, nos indicaram o prato mais famoso da casa:

Asado de Tira

Asado de Tira

Gente, esse assado de costela impressiona à primeira vista por causa do tamanho. Mas logo você entende que aí tem muita gordura e osso! O sabor tava óteeeemo! Mas…não tava muito macio! Grande decepção!

Ah, e vale dizer que lá a galera curte carne com carne mesmo! No máximo uma batatinha ou saladinha simples. este prato, por exemplo, era apenas o assado e ponto.

Nosso outro prato foi um espeto de mignon com cebolas e pimentão:

Brochette de Lomo

Brochette de Lomo

Esta carne tava nota 10! Saborosa até! E a batatinha frita tava ok. O espeto é mais generoso, daria até pra pedir uma outra guarnição e dividir só este prato.

Importante: fique atento à hora de chegada. O mercado fica aberto só no almoço e como está na zona portuária (que é mais feinha), vale um almoço mais cedo. Nós fomos os últimos clientes do El Palenque, acabamos o almoço lá pelas 5 da tarde e depois de meia hora já tava tudo escurecendo e as lojas tavam todas fechadas.

O Mercado del Puerto tem  um site e dá pra ver todas os restaurantes que tem lá: http://www.mercadodelpuerto.com.

O Asado de Tira custou $400 e a Brochette de Lomo foi $350 (junho/13). Isso dá em reais, um pouco mais de R$80.

Detalhe, observe as pinturas do teto:

pintura no El Palenque

pintura no El Palenque

El Palenque
Pérez Castellano, 1579
Montevideo

O melhor Steak Tartare – Le Vin

Eu a-do-ro o steak tartare do Le Vin!

Inclusive, foi lá que eu comi tartare pela primeira vez! Ou seja, já comecei com o pé direito e isso colocou minha referência de gostosura lá em cima! Jeje…

Eu sou entusiasta de steak tartare  e acabou que empreendi uma busca pelo steak perfeito (sim, temos muitas neuroses ligadas à comida!!! rsss).

E aqui no blog já falamos de alguns muito bons, como o do Le Bouchon e do Lola Bistrot.

Faltava colocar umas fotos do Le Vin, então aí vai!

Só pra contar…a gente não come couvert! Por quê? Ah, porque geralmente a gente acha as opções muito sem graça ou revoltantemente caras ou ambas! Sem contar que já percebemos que não cabe muita coisa nos nossos reservatórios estomacais e o couvert acaba “atrapalhando”…

Massssss, esse couvertizinho do Le Vin é do tipo simples e bom e tem um preço bem justo:

Couvert - pão-dilícia, patê de foie gras e manteiga

Couvert – pão-dilícia, patê de foie gras fígado de galinha e manteiga

Agora o steak:

Steak Tartare + batatas fritas

Steak Tartare + batatas fritas

Steak Tartare + batatas fritas

Steak Tartare + batatas fritas

Eu SEMPRE peço a mesma coisa, então, sorte minha que o Cabeça sempre pede alguma outra coisa pra eu poder garfar e experimentar coisas diferentes:

Magret de canard e gratin dauphinois ou seja, peito de pato com batata gratinada

Magret de canard e gratin dauphinois ou seja, peito de pato com batata gratinada

Magret de canard e gratin dauphinois ou seja, peito de pato com batata gratinada

Magret de canard e gratin dauphinois ou seja, peito de pato com batata gratinada

Nesse dia, coube até a sobremesa:

Pain perdu com sorvete de creme

Pain perdu com sorvete de creme

Olha, o pain perdu do Le Vin é bom, mas o do Lola Bistrô é mais mió di bom.

Ahhh, o restô tem uma parte reservada apenas para servir doces e café. O que tem aqui não tem no cardápio do restô e vice-versa. Então, vale absurdamente fazer visitas duplas…e gordinhas.

O interessante do Le vin é que ele tem 6 filiais, só olhar os endereços no site.

 

Le Vin
Alameda Tietê, 184
Jardins
tel: (11) 3081-3924

 

Vegetariano na Vila Madalena – Restaurante Banana Verde

O Banana Verde é super tradicional aqui na Vila Madalena. Mesmo assim, a gente demorou super para pegar gosto por ele. Uma dessas coisas meio sem explicação…

Não somos vegetarianos, mas de vez em quando entramos numa vibe de comer coisas mais saudáveis e é aí que o Banana Verde brilha absoluto por aqui!

O esquema do Banana é bacaninha. Tem bufê de saladas à vontade  + um prato principal à escolha do freguês (geralmente são duas opções).

Acompanhe…

Bufê de saladas + sopa + queijos

Bufê de saladas + sopa + queijos

O bufê é pequenino, mas super caprichado. Tem coisas bem gostosas e temperadinhas. Pra você que tem um pé atrás com comida vegê, dê uma chance, certeza que não vai se arrepender.

Ah, além das saladas, aqui tem queijos e uma sopinha/ caldinho (da última vez que estivemos lá, acabou o brie bem na minha vez. Ficaram de repor, mas terminei a refeição e ainda imperava o VAZIO).

A sopinha neste dia era de abóbora com coco. Eu curti tanto que já até imitei aqui em casa:

Sopinha de abóbora com coco + azeitinho

Sopinha de abóbora com coco + azeitinho

Saladas variadas

Saladas variadas

Me esbaldei aqui e fiz dois pratos como este:

Pratão de salada

Pratão de salada com molho de romã

Na hora de pedir o prato principal, o Cabeça torceu o nariz… as opções eram um falafel incrementado ou um canelone com ricota. Pra azar dele, duas coisas que ele num-gosta-nem!

Mas…o garçom muito simpático, foi ver na cozinha se rolava alguma outra coisa e eis que surge o salvador:

Massinha recheada de mussarela de búfala

Massinha recheada de mussarela de búfala

Eu garfei e tava muito bom!

Mas o meu prato tava muito mais gostoso! Jejeje…olha só:

Canelone de aspargos com ricota de búfala e limão siciliano ao creme de alho poró e parmesão

Canelone de aspargos com ricota de búfala e limão siciliano ao creme de alho poró e parmesão

Ah, e pra beber, tem boas opções também:

Água de coco e Chá do Banana Verde (chá de maçã com hortelã e gengibre)

Água de coco e Chá do Banana Verde (chá de maçã com hortelã e gengibre)

Pelo bufê + prato principal, pagamos R$44 por pessoa. O chá saiu por R$5 e a água de coco a gente não anotou! 😦

Banana Verde
Rua Harmonia, 278
Vila Madalena
tel: 3814.4828

Japoneses no Rio: Gueisha Hi-Tech

Depois de andar um pouco pelo pequeno shopping Casa & Gourmet, lugar recomendado pelos taxistas por suas boas opções gastronômicas, resolvi dar uma chance ao Gueisha Hi-Tech.

Ao ver o nome, tive certeza que não poderia ser bom. Mas, como diria a Glutinha, só havia uma maneira de descobrir…

Então, lá fui eu, testar a minha sorte… Com esse nome, achei que teria uma cosplay na porta para recepcionar os clientes, mas o nome se deve à esteira rolante de 25 metros na qual circulam pequenas porções de sushis e sashimis para quem opta pelo rodízio no balcão.

A casa também possui um rodízio com serviço nas mesas, além do serviço à la carte.

Sozinho, pedi o Combinado Single: 24 peças, sendo “4 sashimis de salmão, 4 sashimis de atum, 4 sashimis de peixe branco, 2 sushis de camarão, 2 sushis de salmão, 2 sushis de atum, 2 salmon skin, 2 tekka makis e 2 califórnias”. Porém, como não curto muito skin e califórnia, perguntei se poderiam substituir por outras opções mais tradicionais (não gosto muito de sushis com frutas, maionese, cream cheese ou hot qualquer coisa). Até aqui, ponto para o restaurante, que substituiu sem problemas por tekka makis de atum e salmão:

Combinado Single

Combinado Single

A apresentação deixou a desejar, com um pouco de gengibre pulando do barco (segundo sinal divino ignorado)… A propósito, fizeram a conserva com gengibre velho, duro, quase esfarelando na boca.

Os sashimis de atum estavam aceitáveis. Os de salmão um pouco pior, mas ainda não tinham destruído todas as minhas esperanças, até que um pedaço de espinha de peixe ficou entalado na minha garganta. Péssimo! Nunca tinha visto nada parecido!

Vamos ao de peixe branco: fibroso, horrível, mal consegui engolir o primeiro pedaço. Deixei todo o resto.

Quanto aos sushis, o arroz estava sem tempero. Acabei comendo, pois sentiria uma culpa enorme se desperdiçasse muita comida. Eis que cheguei ao niguiri de camarão: pior niguiri de camarão que comi na vida! Parecia ter ficado horas de molho em água clorada. A ânsia foi contida com muito pensamento positivo! Até agora não entendo como eles foram capazes de errar tão feio…

Apesar da minha aversão ao desperdício, não deu para comer tudo:

Sobras do Combinado Single

Sobras do Combinado Single

Tudo isso saiu pela bagatela de R$ 57,20: R$ 44,00 pelo combinado single, R$ 8,00 por um suco de melancia com capim limão (melancia passada, capim limão quase imperceptível, e dá -lhe gosto de água clorada!), mais 10% de taxa de serviço.

Junto com a conta, a última piada da noite. Era uma ficha de cadastro perguntando se desejo fazer parte do “Gueisha Class”:

Gueisha Class

Gueisha Class

Imaginem o que eu diria lá em casa se a Glutinha achasse um cartão Gueisha Class na minha carteira, após passar 4 dias no Rio de Janeiro? Rs…

Conclusão: esse restaurante acaba de inaugurar a categoria “Pesadelos do Estômago Feliz”.

Para saber onde não ir:

Gueisha Hi-Tech

Rua General Severiano, 97 – Casa & Gourmet Shopping (antigo Rio Plaza Shopping)

Botafogo, Rio de Janeiro, RJ