Arquivo

Archive for Dezembro, 2012

Tá no Campo Belo? Vá ao Café Des Fleurs

Só conheço uma rua do Campo Belo e já adoro o bairro. É a rua Gabriele D’Annunzio. Onde fica o Byblos do último post e o Café Des Fleurs.

Esse cafezinho estilo francês foi alvo do meu olhar de lince tão logo passei de carro pela rua em busca de uma vaga pra estacionar.

Que surpresa boa! Olha como o Des Fleurs é fofo:

Charminho!

Charminho!

Café Des Fleurs

Café Des Fleurs

Vitrine de guloseimas

Vitrine de dilícias

Vitrine de gostosuras

Vitrine de gostosuras

Diante de tantas opções apetitosas, fiquei na dúvida e consultei um moço ultra simpático que estava no balcão. A recomendação foi o Mil Folhas com doce de leite e creme de baunilha. O doce é montado na hora e é mesmo muito bom.

O moço ainda fez a gentileza de já montar dividido em dois, ou seja, essas duas partes são um doção só:

Mil folhas: meio doce de leite, meio creme de baunilha

Mil folhas: meio doce de leite, meio creme de baunilha

O difícil é comer sem desmontar o doce em mil partes! (pegaram?! Hein, hein?!)

Segura a baba!

Segura a baba!

Café Des Fleurs
Rua Gabriele d’Annunzio, 1291
Campo Belo – São Paulo
Tel: (11) 5093 2003

Categorias:doces, Franceses, São Paulo Etiquetas:, ,

Byblos ou Chez Nohad?

Quando o Chez Nohad fechou, ficou uma lacuna em nossos estômagos! Se você não teve a chance de conhecer, explico: comida 1/2 marroquina, 1/2 libanesa num restaurante bonito e com atendimento ótimo nos Jardins!

Passa ano, entra ano, ficamos sabendo que há uns dois meses a dona do extinto Chez Nohad tinha aberto um restaurante chamado Byblos no Campo Belo e corremos pra lá.

A chef é a mesma, a Nohad. O restaurante e o cardápio são bem diferentes.

O Byblos é pequeno e tem uma pegada mais pá-pum, se é que você me entende! É pra comer uma coisinha a tarde, ou almoçar um prato mais rapidinho. Nada a ver com a idéia de grande almoço ou jantar bacanudo como na época do Chez Nohad (não que isso seja negativo).

O cardápio está em fase de crescimento e o bacana é que o garçom nos perguntou qual seria nossa sugestão! Aí ressuscitamos algumas das boas lembranças que o Chez Nohad deixou.

Foco no presente, veja o que comemos no Byblos:

Esfiha de linguiça libanesa com queijo de cabra e tomate

Esfiha de salame árabe com queijo de cabra e tomate

Eshiha de carne

Eshiha de carne

No detalhe

Recheio no detalhe

De pratos mesmo, tem pouquíssimas opções (tem mais porções, sandubs tipo charwarma e petisquetes). O garçom nos recomendou o prato Byblos: carne moída feita na manteiga, quibe cru, castanha de caju e homus acompanhados de pãozinho árabe:

Prato Byblos

Prato Byblos

Uma porção bem servida, deu pra duas pessoas com apetite moderado. (há, há! Nós somos moderados!!)

O sabor da manteiga, a cebola, a castanha e as carnes crua e cozida, mais o hortelã, tudo junto e misturado fica muito show!!! Super gostei!

A esfiha de carne tava boa, mas nada de extraordinário. Já a de salame árabe, U-A-U!

Sugestão: não deixe de visitar o Byblos, mas vá sem pressa. O serviço é demoradinho, mas vale esperar!

Byblos
Rua Gabriele D’Annunzio, 1340, Campo Belo
Tel.: 2645-5177

PS. Essa rua é bem charmosinha, tem outros restaurantes, cafés e lojinhas simpáticos. Pra sobremesa, atravesse a rua e vá ao Café Les Fleurs.

Categorias:Árabes, São Paulo Etiquetas:, , ,

Um Jacarandá em Pinheiros!

Hoje almoçamos no restaurante Jacarandá, recém chegado na vizinhança do Bairro de Pinheiros.

Fica na rua Alves Guimarães, o que significa dizer, em outras palavras, que estacionar lá perto é um desafio. (Que comentário de paulistano ranzinza, né!)

Ok, vamos ao que faz o dia sempre melhor: comida boa!

O Jacarandá é um restaurante de fachada discreta, com uma entrada bem bonita que pré-anuncia: aqui tem verde, aqui tem um Jacarandá! A árvore que dá nome ao restô fica bem no meio do salão e pode ser vista quando você olha reto ou quando você olha pra cima! Siiiim, para cima! É que algumas partes do teto são de vidro, o que enche o ambiente de luz natural e permite apreciar partes do Jacarandazão!

Olhando pra cima!

Olhando pra cima!

Olhando reto!

Olhando reto!

Além do visu bem bacana, outra coisa nos chamou atenção logo na chegada: eles servem água! Ok, nos últimos tempos têm surgido mais restaurantes que fazem isso aqui em SP, mas mesmo assim, ainda acho raridade! Ponto positivo!

Ah, o couvertzinho é grátis e super gostosinho. O pão tem jeito de caseirinho, assim como a manteiga e o azeite é de boa qualidade! Tanto é que quase esquecemos da foto:

couvert: pãezinho(S) + manteiga + azeite

couvert: pãezinho(S) + manteiga + azeite

De entrada, dividimos uma Fainá com coalhada seca!

Mas, que preula é FAINÁ?!

O garçom, com forte sotaque argentino explicou: uma massa fina de farinha de grão de bico frita acompanhada de coalhada seca:

Fainá com coalhada seca

Fainá com coalhada seca

Hum…gostosinho, mas mega oleoso!

O cardápio é enxuto, mas tem opções bem interessantes! Tipo, o Matambre a la leche com purê de mandioquinha, que infelizmente não tinha mais! (fica a motivação pra voltar outro dia).

Então, fomos de Costela de porco com batata doce assada e molhinho chimichurri! Super divino! Carne saborosa, corte show, chimichurri da-horinha!

Costela de porco com batata doce assada e molhinho chimichurri

Costela de porco com batata doce assada e molhinho chimichurri

E, Bife de chorizo com batatas fritas e ketchup caseiro! Dilícia!

Bife de chorizo com fritas e ketchup caseiro

Bife de chorizo com fritas e ketchup caseiro

O chorizo taria perfeito se tivesse vindo realmente mal-passado (tipo jugoso argentino de verdade). Tava mais pro mal-passado-ao-ponto-brasileiro.

Já o ketchup caseiro tava show de bola! Parece um detalhinho meio besta, mas faz toda a diferença!

De sobremesa, eles são fraquinhos! Tinha duas opções de frutas (uma delas tinha queijo da Serra da Canastra que é o queijo da moda). Uma opção de bolo de chocolate com nata e um pudim de dulce de leche que tinha acabado bem na minha vez!  😦

O serviço é um tantinho demorado, mas bem simpático. E mesmo com a decepção de dois pratos faltando, fica a vontade de voltar!

Ah, vale dizer que eles têm um armazém na entrada do restaurante que vende produtos regionais.

Restaurante Jacarandá
Rua Alves Guimarães, 153
Pinheiros – São Paulo
Tel: 11 3083-3003

Categorias:Argentino, São Paulo, Variados Etiquetas:,

Em busca da melhor feijoada de São Paulo – Pompéia Bar

Em nossa eterna busca pela melhor feijoada de nossas vidas, fomos ao Pompéia Bar.

Não tínhamos grandes expectativas, mas eis que fomos surpreendidos por uma excelente feijuca e um ótimo atendimento. Destaque para Dona Olga, atenta a tudo e super simpática!

A feijoada é servida em buffet, por R$ 39,90/pessoa, preços de maio de 2012.

Buffet de Feijoada

Buffet de Feijoada

As carnes são servidas em cumbucas separadas:

Feijão e carnes servidos separados

Feijão e carnes servidos separados

Como acompanhamento: bisteca, farofa, couve, mandioca e diversos molhos, alguns mais apimentados que outros, além do molhinho tradicional de feijoada:

Acompanhamentos e molhos

Acompanhamentos e molhos

Também tinha uma caipirinha para abrir o apetite e laranjas convenientemente descascadas… Adoro!

Caipirinha e laranjas

Caipirinha e laranjas

E para os botequeiros, um buffet de aperitivos para acompanhar a cerveja:

Tira gosto!

Tira gosto!

Mas, voltando à feijuca, para o meu paladar é uma das melhores de Sampa. O caldo do feijão estava perfeito, carnes bonitas, linguiça frita e bisteca excelentes, enfim, tudo muito saboroso:

06_Feijoada

Primeiro prato

A farofa é feita com farinha de mandioca (que nem é das minhas preferidas, gosto mais das feitas com farinha de milho), mas estava molhadinha e macia. Gostei!

Segundo prato

Segundo prato

E o arroz não é parboilizado, como servem em alguns lugares… Mais um ponto positivo para o Bar da Dona Olga!

Falando em Bar da Dona Olga, uma correção: na verdade, o dono é o filho dela. Eles possuem outra unidade, na Avenida Pompéia, no qual também já fomos e comentaremos em outro post.

A unidade da Augusto de Miranda existe desde 1999 e já ganhou diversos prêmios. Dentre eles, o de chopp bem tirado, e o nosso preferido: segundo lugar em higiene, pelo Boteco Bohemia!

Prêmios

Prêmios

Antes de ir embora, um pudim de leite de sobremesa:

09_Pudim

Conclusão: a feijoada é muito boa e merece sua visita. Prove e nos diga se gostou. Pode ser aqui mesmo ou no Facebook!

 

Pompéia Bar:

Endereço: R. Dr. Augusto de Miranda, 712, Pompéia, São Paulo

Horários: 2a a sábado, das 12 à meia-noite.

Telefone: (11) 3872-1769

Site: http://www.pompeiabar.com.br/site.html