Início > Imperdiveis, Japoneses, São José dos Campos, Vale do Paraíba > Comer, beber e viver em São José dos Campos: Restaurante Yamabuki

Comer, beber e viver em São José dos Campos: Restaurante Yamabuki


Acho que já comentamos, por aqui, que moramos alguns anos em São José dos Campos. Uma das nossas dificuldades era encontrar um bom restaurante japonês. Provamos quase todos. Até então, só gostávamos dos restaurantes do bairro da Liberdade, em São Paulo. Tanto pela qualidade como pelo custo.

No entanto, depois de algumas recomendações, fomos ao Yamabuki. E que grata surpresa!

Esse é um restaurante peculiar. A começar pelo horário de funcionamento: de 3a a 6a, eles abrem somente no jantar, de 18 às 22hs (se chegar às 21h30 eles não deixam entrar, pois não dará tempo de sair até 22hs! Falo por experiência própria!). Sábado e domingo abrem apenas das 12 às 14hs no almoço e das 18 às 22 horas no jantar. Porém, na 4a semana do mês, eles fecham no domingo e abrem na 2a seguinte.

E por que esses horários pitorescos?

O restaurante foi fundado pelo sr. Koyama, que chegou ao Brasil há cerca de 35 anos para trabalhar na Panasonic, mas que tinha a culinária como hobby. Após se aposentar, resolveu abrir um restaurante. Nesse local, ele cozinha por prazer e para fazer nossos estômagos felizes. A ideia não era ficar estressado, servindo os clientes de domingo a domingo, 12 ou 14 horas por dia.

Esses horários restritos se devem a isso e para poder trabalhar com uma equipe reduzida e custos adequados ao porte do restaurante, respeitando as folgas estabelecidas pelas leis trabalhistas. Além disso, ele mesmo cozinha os pratos que são servidos.

Nos dois andares do pequeno restaurante, pode-se acomodar cerca de 30 pessoas. É um local pequeno e simples. Algumas pessoas comem no balcão e desfrutam de um bate papo com o Sr. Koyama, quando a cozinha dá uma folga.

Há também duas unidades em shoppings da cidade. Porém, dentro de um shopping, a qualidade não poderia ser a mesma, claro! Se querem provar o melhor restaurante japonês de São José dos Campos, minha recomendação é ir à unidade da Praça São Dimas.

Nas nossas idas ao Yamabuki, provamos diversos pratos, mas não temos fotos de todos. Muitas vezes, comemos os rolinhos primavera como entrada:

Rolinhos Primavera

São excelentes. Crocantes, saborosos, chegam bem quentes à mesa (cuidado para não queimar a boca!).

Outro destaque é o espetinho de língua de boi. Algumas pessoas ficam impressionadas e confesso que tinha um certo receio antes de experimentar. Mas não é que esse negócio é bom? Depois de provar, comemos em quase todas as nossas idas.

Espetinho de língua de boi

O gosto é de uma carne um pouco gordurosa, um misto de carne de vaca com carne de porco, mas um pouco mais consistente. Dica: esqueçam o nome, não visualizem as partes do boi, e provem!

Como não poderia deixar de ser, muitas vezes escolhemos o combinado de sushi e sashimi.

Combinado de sushi e sashimi

Talvez esses sejam os pratos mais difíceis de preparar, na culinária japonesa. Contudo, o Sr. Koyama os prepara com maestria. Os peixes são bem escolhidos, somente as partes corretas são utilizadas para fazer o sashimi e o sushi (o grande erro da maioria dos restaurantes é querer usar todo o peixe, por uma questão de custos) e os cortes são precisos, nem muito grosso, nem muito fino. O arroz também é de boa qualidade e bem temperado, sem exagerar no vinagre ou no açúcar, outro erro comum em restaurantes japoneses.

Aliás, essa era a minha grande crítica aos restaurantes de São José dos Campos: nenhum deles prepara um bom sushi e sashimi. Segundo o chef Carlos Watanabe, do Sushi Kiyo, são necessários 10 anos de experiência para poder se tornar um sushiman. Com a proliferação dos restaurantes japoneses (hoje, há mais que pizzarias) e a competição por preços, os auxiliares foram alçados à posição muito antes de estarem preparados para a função, com um ou dois anos de experiência.

Um indicador da qualidade do restaurante é o cheiro: se você entrar e sentir cheiro de peixaria, é melhor procurar outro lugar.

Outro dos nossos preferidos é a gelatina de café com licor de ameixa e leite condensado:

Gelatina de café com leite condensado

Mais uma razão para ir à unidade da praça São Dimas: essa sobremesa não está disponível nas outras unidades. Aliás, não é muito fácil de encontrar mesmo em restaurantes paulistanos. Se você não conhece, prove. É uma experiência diferente para ocidentais. E uma delícia, pelo menos para o meu paladar.

Há ainda outros pratos interessantes que não fotografamos, como o Yakissoba à moda japonesa e o Ague Soba. O primeiro é um yakissoba diferente do que estamos acostumados a comer em restaurantes chineses. É menos oleoso, mais saudável, incrivelmente saboroso, com vegetais ainda crocantes e uma cor bonita. O segundo é preparado com o macarrão frito, ao invés de cozido. Eu sempre gostei mais da primeira opção, mas muitos dos meus amigos preferem o ague soba.

Com relação ao atendimento, não diria que é o forte do restaurante. Às vezes, os garçons são um pouco lentos e esquecem de nós, mas em geral são simpáticos e educados.

Os preços são justos. Pela qualidade dos ingredientes e esmero na preparação, é um bom custo benefício. Um combinado como o da foto sai por cerca de 50 reais. O espetinho de língua uns 4 reais.

Ficou com água na boca? Então, façam uma visita ao Sr. Koyama:

Restaurante Yamabuki

Praça Monsenhor Ascânio Brandão, 14, Jd São Dimas, São José dos Campos

Tel: (012) 3941-3674

Horários: de 3a a 6a das 18 às 22hs. Sábado e domingo das 12 às 14hs e das 18 às 22 horas. Na 4a semana do mês, eles fecham no domingo e abrem na 2a seguinte.

  1. Anónimo
    01/02/2013 às 8:07 AM

    Só li essa reportagem agora….. vou imprimir e levar para o meu pai ver. Acredito que ficará bem feliz e satisfeito. Além dos elogios, as críticas construtivas são sempre muito bem vindas para que possamos aprimorar e melhorar. Muito Obrigada. Seria possível sabermos quem seria vc essa pessoa que nos deu esse presente? Sou uma das filhas do Sr. Koyama.

    • 01/02/2013 às 7:03 PM

      Srta. Koyama, é muito bom saber que retribuiremos a felicidade que seu pai trouxe aos nossos estômagos durante alguns anos que moramos na cidade. Nós preferimos ficar anônimos, mas saiba que somos admiradores de seu talentoso pai. Abs!

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: